Segurança em Escoramento de Valas

Segurança em Escoramento de Valas esta recomendação técnica de procedimentos dispõe de medidas técnicas de segurança relativas à proteção do trabalhador em atividades que envolvam escavações, fundações e desmonte de rochas, em atendimento NR-18.

Conteúdo Programático :

Princípio Básico de Segurança Adotado
Prioridade na Implementação das Medidas
Sistemas de Proteção em Escavações .
Riscos Comuns
Medidas Preventivas
Sinalização em Escavações
Sistemas de Proteção em Fundações Escavadas
Riscos Comuns
Medidas Preventivas .
Sistemas de Proteção em Fundações
Sistemas de Proteção em Desmonte de Rochas
Sinalização nas Atividades
Da Portaria 3.214 de 8/7/78:

Disposições Gerais
São de observância, ainda, as disposições constantes dos subitens 18.36.2 a 18.36.7.
(Alterado pela Portaria SSST n.º 07, de 3 de março de 1997)
Quanto às máquinas, equipamentos e ferramentas diversas:
a) os protetores removíveis só podem ser retirados para limpeza, lubrificação,
reparo e ajuste, e após devem ser,
obrigatoriamente, recolocados;
b) os operadores não podem se afastar da área de controle das máquinas ou equipamentos
sob sua responsabilidade,
quando em funcionamento;
c) nas paradas temporárias ou prolongadas, os operadores de máquinas e equipamentos
devem colocar os controles em posição neutra, acionar os freios e adotar outras medidas
com o objetivo de eliminar riscos provenientes de
funcionamento acidental;
d) inspeção, limpeza, ajuste e reparo somente devem ser executados com a máquina ou o equipamento desligado,salvo se o movimento for indispensável à realização da inspeção ou ajuste;
e) quando o operador de máquinas ou equipamentos tiver a visão dificultada por obstáculos, deve ser exigida a presença de um sinaleiro para orientação do operador;
f) as ferramentas manuais não devem ser deixadas sobre passagens, escadas, andaimes e outras superfícies de trabalho ou de circulação, devendo ser guardadas em locais apropriados, quando não estiverem em uso;
g) antes da fixação de pinos por ferramenta de fixação a pólvora, devem ser verificados o tipo e a espessura da parede ou laje, o tipo de pino e finca-pino mais adequados, e a região oposta à superfície de aplicação deve ser previamente inspecionada;
h) o operador não deve apontar a ferramenta de fixação a pólvora para si ou para terceiros.
18.36.3 Quanto à escavação, fundação e desmonte de rochas:
a) antes de ser iniciada uma obra de escavação ou de fundação, o responsável deve procurar se informar a respeito da existência de galerias, canalizações e cabos, na área onde serão realizados os trabalhos, bem como estudar o
risco de impregnação do subsolo por emanações ou produtos nocivos;
b) os escoramentos devem ser inspecionados diariamente;
c) quando for necessário rebaixar o lençol d’água (freático), os serviços devem ser executados por pessoas ou
empresas qualificadas;
d) cargas e sobrecargas ocasionais, bem como possíveis vibrações, devem ser levadas em consideração para determinar a inclinação das paredes do talude, a construção do escoramento e o cálculo dos elementos necessários;
e) a localização das tubulações deve ter sinalização adequada;
f) as escavações devem ser realizadas por pessoal qualificado, que orientará os operários, quando se aproximarem das tubulações até a distância mínima de 1,50m (um metro e cinqüenta centímetros);
g) o tráfego próximo às escavações deve ser desviado e, na sua impossibilidade, reduzida a velocidade dos veículos;
h) devem ser construídas passarelas de largura mínima de 0,60m (sessenta centímetros), protegidas por guardacorpos,
quando for necessário o trânsito sobre a escavação;
i) quando o bate-estacas não estiver em operação, o pilão deve permanecer em repouso sobre o solo ou no fim da guia de seu curso;
j) para pilões a vapor, devem ser dispensados cuidados especiais às mangueiras e conexões, devendo o controle de manobras das válvulas estar sempre ao alcance do operador;
k) para trabalhar nas proximidades da rede elétrica, a altura e/ou distância dos bate-estacas deve atender à distância mínima exigida pela concessionária;
l) para a proteção contra a projeção de pedras, deve ser coberto todo o setor (área entre as minas, carregadas) com malha de ferro de 1/4″ a 3/16″, de 0,15m (quinze centímetros) e pontiada de solda, devendo ser arrumados sobre a malha pneus para formar uma camada amortecedora.
Escavações, Fundações e Desmonte de Rochas
A área de trabalho deve ser previamente limpa, devendo ser retirados ou escorados solidamente árvores,rochas, equipamentos, materiais e objetos de qualquer natureza, quando houver risco de comprometimento de suaestabilidade durante a execução de serviços.
Muros, edificações vizinhas e todas as estruturas que possam ser afetadas pela escavação devem ser escorados.
Os serviços de escavação, fundação e desmonte de rochas devem ter responsável técnico legalmente habilitado.
Quando existir cabo subterrâneo de energia elétrica nas proximidades das escavações, as mesmas só poderãoser iniciadas quando o cabo estiver desligado.
Na impossibilidade de desligar o cabo, devem ser tomadas medidas especiais junto à concessionária.
Os taludes instáveis das escavações com profundidade superior a 1,25m (um metro e vinte e cinco centímetros) devem ter sua estabilidade garantida por meio de estruturas dimensionadas para este fim.
Para elaboração do projeto e execução das escavações a céu aberto, serão observadas as condições exigidas na NBR 9061/85 – Segurança de Escavação a Céu Aberto da ABNT.
18.6.7 As escavações com mais de 1,25m (um metro e vinte e cinco centímetros) de profundidade devem dispor de escadas ou rampas, colocadas próximas aos postos de trabalho, a fim de permitir, em caso de emergência, a saída
rápida dos trabalhadores, independentemente do previsto no subitem 18.6.5.
Os materiais retirados da escavação devem ser depositados a uma distância superior à metade da profundidade, medida a partir da borda do talude.
Os taludes com altura superior a 1,75m (um metro e setenta e cinco centímetros) devem ter estabilidade garantida.
Quando houver possibilidade de infiltração ou vazamento de gás, o local deve ser devidamente ventilado e monitorado.
O monitoramento deve ser efetivado enquanto o trabalho estiver sendo realizado para, em caso de vazamento, ser acionado o sistema de alarme sonoro e visual.
As escavações realizadas em vias públicas ou canteiros de obras devem ter sinalização de advertência,inclusive noturna, e barreira de isolamento em todo o seu perímetro.
Os acessos de trabalhadores, veículos e equipamentos às áreas de escavação devem ter sinalização de advertência permanente.
É proibido o acesso de pessoas não-autorizadas às áreas de escavação e cravação de estacas.
O operador de bate-estacas deve ser qualificado e ter sua equipe treinada.

Os cabos de sustentação do pilão devem ter comprimento para que haja, em qualquer posição de trabalho,um mínimo de 6 (seis) voltas sobre o tambor.
Na execução de escavações e fundações sob ar comprimido, deve ser obedecido o disposto no Anexo no da NR 15 – Atividades e Operações Insalubres.
Na operação de desmonte de rocha a fogo, fogacho ou mista, deve haver um blaster, responsável pelo armazenamento, preparação das cargas, carregamento das minas, ordem de fogo, detonação e retirada das que não explodiram, destinação adequada das sobras de explosivos e pelos dispositivos elétricos necessários às detonações.
Na execução de tubulões a céu aberto, aplicam-se as disposições constantes no item 18.20 – Locais confinados.
Na execução de tubulões a céu aberto, a exigência de escoramento (encamisamento) fica a critério do engenheiro especializado em fundações ou solo, considerados os requisitos de segurança.O equipamento de descida e içamento de trabalhadores e materiais utilizado na execução de tubulões a céu aberto deve ser dotado de sistema de segurança com travamento.
A escavação de tubulões a céu aberto, alargamento ou abertura manual de base e execução de taludes, deve ser precedida de sondagem ou de estudo geotécnico local.
Em caso específico de tubulões a céu aberto e abertura de base, o estudo geotécnico será obrigatório para profundidade superior a 3,00m (três metros).

Local: Hotel ou Company

Legislações no Assunto:

NR (Norma Regulamentadora) 10 do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), aprovada pela Portaria 3.214/1978. NBR (Norma Brasileira de Registro)da ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas).

 







Nome completo
E-mail *

Curso e Treinamento de Segurança em Escoramento de Valas

Curso e treinamento de segurança em escoramento de valas técnicas e forma teórica e prática, habilitando os alunos desenvolverem trabalhos escoramento de valas com segurança e agilidade, preservando assim sua…

Valas Escoramentos

Valas Escoramentos Escoramentos para contenções em vala,tipos de escoramento valas pequenas em redes de água e esgoto, segurança no trabalho São de observância, ainda, as disposições constantes dos subitens 18.36.2…

Segurança em Escoramento de Valas

Segurança em Escoramento de Valas esta recomendação técnica de procedimentos dispõe de medidas técnicas de segurança relativas à proteção do trabalhador em atividades que envolvam escavações, fundações e desmonte de…

Curso Segurança em Escoramento de Valas

Esta Recomendação Técnica de Procedimentos dispõe de medidas técnicas de segurança relativas à proteção do trabalhador em atividades que envolvam escavações, fundações e desmonte de rochas, em atendimento ao item…

Curso de Segurança na Construção Civil NR-18

O Curso de segurança na construção civil atende a norma regulamentadora Nº 18, a segurança de Trabalho é parte integrante do processo de produção e um dos objetivos permanentes de…

Curso de Operador de Bate Estaca

O Curso tem por objetivo desenvolver a capacidade necessária para a formação de operador de bate-estacas deve ser qualificado e ter sua equipe treinada, para desenvolver trabalho com segurança e…

Quero Saber os Próximos Cursos Cadastre-se Agora!

   
A sua informação está segura conosco e nunca será compartilhada.