Inspeção em Caldeiras de Vasos de Pressão

Quem trabalha com vasos sob pressão e com caldeiras deve saber que elas precisam serem submetidas á inspeções periódicas, sejam por segurança ou por simples conferência de trabalho, pois caso contrário, o trabalhador poderá estar correndo sérios riscos de acidentes e outras perdas. Todas as inspeções realizadas também devem estarem nas normas estabelecidas da NR.
Geralmente, quando completam em torno de 25 anos de utilização frequentes, as caldeiras, em suas inspeções consecutivas, precisam passar por uma avaliação rigorosa de integridade para poder remanejar seu tempo de uso restante e para estabelecer novos prazos máximos de realização de novas inspeções, caso ainda precisam estarem em condição de uso, seja por trabalho ou apenas para manutenção preventiva em condições de uso.
As inspeções de caldeiras devem serem realizadas apenas por profissionais qualificados e habilitados para fazer o serviço, pois a implantação dos métodos investigativos dependem de conhecimento técnicos e precisos. Além disso, sua implementação deve ser de caráter legal, pois é considerado uma contribuição significativa para a empresa ou estabelecimento que ela vai estar operando. Essa contribuição precisa ter uma política de segurança do trabalho legal para a empresa, sendo referente á isso, o uso correto, seguro e confiável das unidades que estão em operação.
Já os vasos de pressão precisam serem submetidos à inspeções de segurança desde o início de sua utilização, além de manutenções periódicas também.
No momento em que for inviável tecnicamente para a empresa, as manutenções deverão terem anotações no “Registro de Segurança” pelo profissional que estiver habilitado á realizá-las. O único teste a ser instituído é o teste hidrostático, já que ele pode ser substituído por outros métodos de ensaios não invasivos de inspeção, aos quais permita obter maior segurança para o provedor de acesso, permitindo uma maior segurança.
As inspeções de segurança e de manutenção periódica abrangem técnicas que são primordialmente deferidas pelo profissional habilitado, dentro das perspectivas do manual das máquinas e do histórico do vaso de pressão, os quais devem incluir também as normas técnicas padronizadas e vigentes.
Vasos de pressão e caldeiras devem obrigatoriamente serem inspecionados com intervalos entre essas inspeções, os quais variam entre três e seis meses, dependendo da função de sua categoria.
Estão previstas três categorias para as caldeiras, e cinco diferentes categorias para os vasos de pressão, segundo seus manuais. Os objetivos dessas inspeções são sempre verificar se os itens de segurança estão em ordem e a vida útil de cada equipamento.

laudonr13

Quero Saber os Próximos Cursos

cadastro

Clique Aqui Para Saber Mais.
Cadastre seu e-mail para receber informações sobre cursos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!